sexta-feira, 13 de maio de 2011

Depilação definitiva! será?!


Pra começar vamos esclarecer uma coisa o tratamento a laser não é 100% garantido, e pode ocorrer crescimento depois de alguns meses ou anos mas em menor quantidade e pêlos bem mais finos, podendo-se repetir algumas sessões de laser para eliminá-los, sendo bem mais fácil a manutenção.

Mas como isso funciona?
O laser emite feixes de luz altamente concentrados, e essa luz emitida é absorvida pela melanina do pêlo, quanto mais melanina melhor é essa recepção, ou seja, quanto mais escuro e “grossos” são os seus fios que garantirá a eficácia do tratamento.
Existe uma diferença entre aparelhos de laser e luz pulsada  é que o LASER possui só um comprimento de onda, ou seja, a luz possui só uma cor, enquanto a LUZ PULSADA tem vários comprimentos de onda (várias cores), a sua emissão pode ser modulada o que vai dar a esse procedimento uma maior variabilidade de usos, como fotorejuvenescimento.

Mas por que a necessidade de várias sessões?
Isso ocorre porque o pêlo têm três fases de crescimento, Anágena (crescimento), Catágena (intermediária) e Telógena (repouso), e o tratamento é efetivo apenas na anágena que é a fase de crescimento, isso porque é nessa fase que se encontra a maior quantidade de melanina na estrutura do bulbo (raiz) permitindo a neutralização da mesma, e impedindo-a de crescer novamente, então como os pêlos estão variavelmente em fases diferentes é necessário várias sessões para pegar todos os pêlos nessa primeira fase.


Contra indicações:
O tratamento a laser é contra-indicado para pacientes com pêlos finos e loiros, por um motivo simples, há pouca melanina então o laser não é absorvido, não havendo resultado.
Pessoas de pele escura  precisam de aparelho mais específicos como o Light Sheer, verifique com o profissional se o aparelho dele é compatível a sua pele, e se você pode realmente fazer.
Não deve ser realizado em: mulheres grávidas, pessoas com câncer, e com problemas que possão ser estimulados com a luz como, vitiligo, psoríase, etc
Não se deve aplicar em sombrancelhas, pela proximidade dos olhos e por o feixe de luz não ser tão preciso para modelar a mesma. 
Deve-se evitar tomar sol, antes, durante e logo após o tratamento para evitar que o aparelho "confunda" a melanina da pele com a melanina do bulbo.
É necessário que não se use procedimentos para epilação que arrancam o fio por inteiro antes do tratamento, ou seja antes e durante o tratamento é apenas permitido depilação que o fio é cortado, como a lâmina.

Mas existe Algum método realmente definitivo?
Existe sim, mas são bem dolorosos ao contrário do laser que é praticamente indolor, são realizadas sessões durante um período de 1 a 2 anos e cada vez menos freqüentes, até que não haja mais fios. Os métodos:

Eletrólise com agulha (eletrocoagulação): Uma fina agulha é introduzida no folículo piloso descarregando uma carga elétrica na raiz queimando-a, impossibilitando-a assim do nascimento de novos pêlos.

Eletrólise com pinça: realizado em locais com pelos mais finos como do rosto, os seios, da mesma forma do primeiro uma corrente elétrica atravessa o pêlo até a raiz destruindo-a definitivamente.

Agora façam as suas escolhas!
Até a próxima.

Tássia Queiroz
CRBM3-4698

Um comentário:

  1. When the laser is chosen for special treatment, there is a danger of a sudden temporary pain, redness of skin color and swelling.depilação definitiva To avoid this, some lasers are equipped with cooling devices to reduce the risk.

    ResponderExcluir